Reintegração social de jovens que deixam os grupos armados

Na parte alta de Robledo Aures (Medellín, Colômbia) fica a Ciudad Don Bosco, uma entidade sem fins lucrativos dirigida pela comunidade salesiana e criada para gerar recursos que apoiem o trabalho educacional, a proteção, o treinamento e o desenvolvimento de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade.

Entre os programas desenvolvidos pela Ciudad Don Bosco vale destacar um que visa facilitar a “formação técnica e a colocação profissional de jovens e adolescentes desvinculados de grupos armados fora da lei”, em colaboração com a Fundação SM e o Instituto Colombiano de Bienestar Familiar.

As razões pelas quais um jovem acaba integrado a um dos grupos paramilitares envolvidos no conflito armado na Colômbia são diversas e complexas. Mas todos compartilham o fato de terem sido privados de parte de sua infância e adolescência e, consequentemente, da possibilidade de seguirem um processo normal de crescimento intelectual, emocional e social que lhes permitiria desenvolver um projeto de vida.

A chave do modelo de trabalho desenvolvido pela Ciudad Don Bosco (nesse projeto) é situar o jovem como protagonista de sua história de vida a partir da reconstrução desta.  Esse processo consiste em três fases:

  • A pedagogia da confiança: baseada em oferecer um acompanhamento psicossocial após a elaboração de um diagnóstico dos principais problemas e necessidades que os e as jovens apresentam quando deixam os grupos armados. A partir desse momento, uma equipe interdisciplinar composta por psicólogos, assistentes sociais, médicos e nutricionistas elabora um plano de desenvolvimento personalizado para cada um desses jovens.
  • A pedagogia da esperança: focada em incutir nos jovens conhecimentos e habilidades que lhes permitam seguir uma carreira profissional técnica. A Fundação SM contribui para a formação teórica e prática de até 30 alunos nas diferentes oficinas de mecânica industrial, mecânica automotiva, marcenaria, artes gráficas, vestuário, entre outros, oferecidas pela instituição.
  • A pedagogia da aliança: visa preparar o jovem para sua plena reinserção na sociedade, o que inclui não apenas os ambientes educacional e profissional, mas também a reconstrução dos laços sociais e familiares.

Ao final do projeto, esses jovens já têm uma ocupação profissional em qualquer das empresas listadas como parceiras da Ciudad Don Bosco, conforme a formação técnica que escolheram.

O resultado final é, portanto, a inclusão social e a estruturação de um projeto de vida para esses jovens, que se traduz no cumprimento de três objetivos importantes: reconstruir vínculos, dignificar vidas e, o mais importante, recuperar direitos.