Engajamento escolar

O estudo “Políticas públicas para redução do abandono e evasão escolar de jovens“, desenvolvido pela organização BRAVA em colaboração com o Instituto Unibanco, Insper e o Instituto Ayrton Senna, aborda, em termos gerais, o fenômeno do abandono escolar dos jovens brasileiros entre 15 e 17 anos. Para realizá-lo, serão tidos como fatores que influenciam na falta de compromisso (desengajamento) e desinteresse dos jovens pelas atividades escolares. A análise desse fator indicaria se o direito à educação está sendo garantido no país, tanto em termos de oferta de serviços adequados e de qualidade quanto de cumprimento dos objetivos de desenvolvimento e aprendizagem.

O panorama do abandono no Ensino Médio

Os resultados do estudo destacam que 2,8 milhões de jovens entre 15 e 17 anos (aproximadamente 1 de cada 4), não chegam a concluir o curso escolar no qual se encontram por falta de compromisso com as atividades escolares. Isso pressupõe que somente 59 % dos jovens brasileiros conseguirá concluir o Ensino Médio com um ano ou menos de atraso. Essa porcentagem descenderá até 8 % para o caso das jovens afrodescendentes.

O abandono do Ensino Médio tem consequências diretas sobre os próprios jovens, mas também sobre o conjunto da sociedade. Os jovens que não chegam a concluir esse nível de ensino apresentam quase 30 % menos de possibilidades de conseguir um trabalho formal aos 35 anos; ganharão, em média, R$ 780 menos por mês e os seus filhos terão 30 % menos de possibilidades de finalizar o Ensino Médio etc. Em termos nacionais, a deserção e o abandono escolar geram um custe social de 100 bilhões de reais por ano.

Quais são as causas?

Os autores encontrarão três tipos diferenciados de causas que explicariam as porcentagens de abandono anteriormente apontadas. A falta de compromisso dos jovens para com as atividades escolares não atende, segundo eles, aos efeitos isolados de uma única causa, mais sim a um efeito combinado de alguns delas.

  • O contexto: limitações no acesso às escolas, gravidez precoce, dificuldades para compaginar trabalho e estudos, atividades ilegais, pobreza e violê
  • Amotivação: déficit de aprendizagem acumulado, falta de significado prático do currículo acadêmico, falta de sensibilidade com respeito às necessidades dos jovens, baixa qualidade dos serviços educacionais e problemas de clima escolar.
  • Acompreensão: percepção errónea da importância real da educação e baixa resiliência emocional.

Para facilitar a compreensão, os resultados do estudo se representam de maneira muito visual e resumida no espaço da plataforma GESTA _ Engajamento Escolar, na qual também é apresentado um mapa interativo que reúne as principais iniciativas nacionais e internacionais que abordam o tema do compromisso escolar e combatem o abandono.

Finalmente, a plataforma também incorporará uma proposta de atuações de política pública desenvolvida durante a realização do estudo para abordar as causas do abandono escolar mencionadas anteriormente.

Descarregar PDF