Tecnologia e redes. Avanços e resistências à igualdade de gênero.

Tecnologia e redes. Avanços e resistências à igualdade de gênero.

  “O patriarcado é um juiz, que nos julga por nascer, e o nosso castigo é a violência que não vês.” (Um estuprador no seu caminho. Coletivo Las Tesis)     Hoje, podemos dizer que, tanto na Europa quanto na América Latina (em sua grande parte), vivemos em sociedades formalmente igualitárias, onde as instituições contam com ferramentas e instrumentos para garantir que, legalmente, nenhuma mulher possa ser discriminada pelo fato de ser mulher. Essa ideia ou premissa de “objetivo cumprido” pode nos induzir a não levar em conta aqueles espaços que atuam como fronteiras para o alcance da igualdade de gênero. Uma dessas fronteiras, talvez a mais onipresente para as pessoas jovens, é a esfera digital.

El Círculo UN

El Círculo UN

Para Bogotá, 2018 foi um ano muito importante para as arenas de batalha de freestyle. Enquanto vários expoentes construíam um caminho para a Colômbia em competições internacionais, o crescimento local das competições de rua foi exponencial. Novas ligas surgiram em novos espaços públicos da cidade, com a entrada em cena de novas e novos freestylers. Isso mostra o crescimento de uma disciplina cada vez mais popular, completa e íntegra.